domingo, 26 de janeiro de 2014

Pleasure Unbound, Larissa Ione


In a place where ecstasy can cost you your life . . .

She's a demon-slayer who hungers for sensual pleasure-but fears it will always be denied her. Until Tayla Mancuso lands in a hospital run by demons in disguise, and the head doctor, Eidolon, makes her body burn with unslakable desire. But to prove her ultimate loyalty to her peers, she must betray the surgeon who saved her life.

Two lovers will dare to risk all.
Eidolon cannot resist this fiery, dangerous woman who fills him with both rage and passion. Not only is she his avowed enemy, but she could very well be the hunter who has been preying upon his people. Torn between his need for the truth and his quest to find his perfect mate before a horrific transformation claims him forever, Eidolon will dare the unthinkable-and let Tayla possess him, body and soul . . .




Após ter lido imensas críticas positivas a esta série, da qual este volume é o primeiro, não resisti a deixar-me enredar neste livro.

Nesta "Terra" que nos é apresentada pela autora, encontramos mais que a espécie humana, encontramos toda uma variedade de subespécies de demónios que também pertencem a este mundo.

Do lado humano é-nos apresentada uma espécie de sociedade secreta de guerreiros com a "nobre" missão de combater os "terríveis" demónios que ameaçam a humanidade, que julgam que todos os demónios são maléficos e merecem a extinção. Do lado demoníaco somos introduzidos a um hospital, underground, que estende a mão aos demónios que necessitam de cuidados.

As ideias pré-concebidas e, na minha opinião, até certo ponto ignorantes da Aegis são postas em causa, porque o bom e o mau, o certo e o errado nunca são preto e branco, havendo uma infinidade de tons cinzentos que compõem o mundo (tanto o humano como o demoníaco). É então no meio desta perseguição que Tayla, a protagonista Aegis, se depara (sem saber como) no hospital demoníaco, rodeada pelos seres que jurou destruir, deparando-se com o fantástico (na minha opinião claro) Eidolon, médico responsável pelas instalações demoníacas.

O romance neste livro foi-me muito querido, gostei imenso das picardias entre os protagonistas, as ironias, os meios sorrisos e as suas histórias e passados (não resisto a heróis com passados tortuosos ^-^)

Considero as personagens um ponto chave, apaixonantes, tão capazes de gerar em mim sentimentos de empatia como o seu total oposto. Gostei acima de tudo da humanidade das mesmas (os heróis não são livres de culpas ou sentimentos menos bons - não há perfeição absoluta, o que acaba por ser perfeito). As personagens secundárias são também muito bem apresentadas, ao ponto de criarem curiosidade dobre os seus passados (aguçando a curiosidade) e criando expectativas relativamente aos seus futuros.

Adorei o mistério, o facto de haverem ainda imensas pontas soltas para fechar e desvendar (o que espero começar a fazer nos próximos volumes) - embora eu tenha algumas ideias que mais tarde verei se correspondem à verdade.

Ainda me confundo bastante com todas as espécies demoníacas que ocupam as páginas deste livros, mas não me restam dúvidas do intrincado trabalho de desenvolvimento destes demónios que, em alguns casos, acabaram a conquistar o meu coração.

Saio desta leitura pronta a mergulhar no próximo volume, com um sorriso no rosto e a curiosidade espicaçada o que, resumindo, significa que recomendo *-*





Beijinhos e Boas Leituras!
Mafs

3 comentários:

  1. Adoro essa série! É das minhas preferidas e adoro o facto da autora não se pôr a engonhar. Ela vai direita ao assunto, o ambiente é dark, há imenso sarcasmo, o romance não é meloso... *suspira*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei fã da escritora, embora ainda só tenha lido este volume *-*
      Adorei o romance, com muito feitio a chocar ;)
      E não sei o que há nos bad boys que conquistam assim o coração de uma rapariga, mas fiquei perdida com estes demónios eheheh ^-^

      Excluir